Quem foi Bettie Page, A Rainha das Pin-ups?

maio 29, 2022
Se você é do meio retrô ou sabe minimamente algo sobre a história das pin-ups, com certeza deve conhecer Bettie Page, apelidada carinhosamente de "A Rainha das Pin-ups". Mas por que ela recebeu esse título e qual foi sua importância na História da Moda? 

Bettie Page, a Rainha das Pin-ups. Reprodução.
 
Infância e Adolescência de Bettie Page

Bettie Mae Page nasceu no dia 22 de Abril de 1923 em Nashville, Tennesee. Seu nome originalmente era grafado com Y, sendo portanto "Betty".Sua família era de origem humilde e a garota foi a segunda filha do casal Walter Roy Page e Edna Mae, pais de 6 filhos ao todo.

Walter tinha sérios problemas com o alcoolismo e acabou sendo preso numa tentativa de assalto. Sozinha e com várias crianças para criar, Edna se desdobrava como podia e tinha mais de um serviço. No entanto, a situação apertada fez com que ela tomasse uma decisão: enviar as duas filhas, Bettie e Goldie, para um orfanato. 

 Bettie Page quando jovem. Reprodução.

No orfanato, um dos passatempos prediletos das irmãs Page era brincar de modelos. Elas sonhavam em ser artistas de cinema e faziam várias poses fingindo que eram famosas. Após Edna conseguir se firmar financeiramente, as garotas retornaram para casa. 

Bettie Page foi uma adolescente esperta, dedicada e muito inteligente. Durante o colegial, participou ativamente de diversas atividades que a escola oferecia. Ela foi secretária do grêmio estudantil, participou do jornal, frequentou aulas de dança e de atuação. 
 

Primeiros Anos da Juventude

Se formou com honras e recebeu uma bolsa de estudos na Peadboy College. Durante a graduação foi namorada de um jovem chamado Billy Neal.Os dois casaram-se e se mudaram para São Francisco, pois Billy servia na marinha dos Estados Unidos e sua base havia sido transferida. Em São Francisco, o amor pelo cinema e o sonho de ser uma estrela da sétima arte batia cada vez mais forte no coração da jovem. Na nova cidade fez alguns pequenos trabalhos como modelo, mas nada realmente importante. 

Ainda sem a emblemática franja. Reprodução.
 
O casamento com Billy Neal não funcionou, - de acordo com a própria Bettie por culpa sua, porque ela era extremamente ciumenta. Divorciada, Page resolveu mudar de cidade e ir em busca do seu grande sonho de ser atriz. O novo destino foi a cidade de Nova Iorque.
   

Em Nova Iorque em Busca de um Sonho

Na grande metrópole, Bettie Page trabalhava como secretária. Com o dinheiro que sobrava ela pagava algumas aulas de atuação. Apesar de ter feito testes para filmes, ela nunca foi chamada para participar.O que se conta é que seu carregado sotaque não agradava em nada os avaliadores, e eles não conseguiam enxergar muito futuro nela. 

 Um dos primeiros ensaios de Bettie. Reprodução.

Enquanto batalhava por um lugar ao sol, Bettie Page se comunicava por cartas com a irmã e, um certo dia a convidou para ir morar com ela. Goldie aceitou a proposta. Com a mesma cumplicidade da infância, as irmãs Page, agora adultas saíam pra se divertir e continuavam a brincar de serem modelos.Mas com uma pequena diferença: agora as fotos eram de verdade. 
 

A Descoberta de Bettie Page 

Certa vez, em Coney Island, Bettie foi avistada por um fotógrafo amador, de nome Jerry Tibbs. Ele ficou bastante impressionado com a presença da mocinha que acabara de conhecer e perguntou se podia fotografá-la. Page prontamente aceitou. Apesar de muito satisfeito com os resultados das fotos, Tibbs deu uma pequena recomendação: que Bettie Page fizesse uma franja. Ele a achava bonita, entretanto, acreditava que uma franja curta deixaria seu o rosto muito mais harmônico. Verdade ou mentira, Bettie Page passou a ter como assinatura uma franja curtíssima, hoje conhecida na cena retrô como Bettie Bangs. 

 Bettie Page em uma revista pin-up.

Jerry Tibbs enviou as fotos de Bettie Page para Robert Harrison, diretor de revistas de fotografia pin-up como Wink, Eyeful e Titter. As fotos de Page tiveram boa aceitação e não demorou muito para que ela fosse convidada a conhecer Robert. Foi Harrison quem apresentou Page ao organizador de fotografias irving Klaw.
 

A Fase Fetichista com Irving Klaw

Irving Klaw e sua irmã Paula Klaw começaram vendendo fotos e cards de artistas de Hollywood. Porém, pensaram bem e se perguntaram: por que não vender fotografias de ensaios sensuais? Indiscutivelmente traria mais retorno. E foi então que embarcaram na missão de organizar tais ensaios fotográficos. 

 Bettie Page ao lado de Irving Klaw. 

Klaw tinha grande interesse no fetichismo. Em seus projetos, as garotas apareciam com espartilhos, saltos altíssimos, meias, chicotes, máscaras e amarradas em cordas (bondage). As modelos eram fotografadas sozinhas mas também acompanhadas por outras companheiras. Nas fotos em conjunto, elas costumavam representar papéis, onde uma era submissa e a outra era dominadora. Bettie Page fez centenas de fotos assim. 

 Bettie Page para Irving Klaw. 

As fotos de Irving Klaw eram vendidas para revistas adultas e ele também chegou a organizar alguns pequenos filmes. Page também participou dos vídeos e sempre aparecia com uma expressão alegre. Ela verdadeiramente se divertia enquanto era fotografada e filmada. 

 Em ensaio fetichista de Irving Klaw.

Mesmo trabalhando para Klaw, Bettie Page também se deixava fotografar por outros artistas, muitos deles amadores. O status do fotógrafo não tinha tanta importância para Page, o importante para ela é que lhe pagassem, e a modelo recebia por hora. Em muitos dos ensaios amadores, Bettie se arrumava por conta própria e usava figurinos de seu guarda-roupa pessoal. A modelo era extremamente criativa e diversas peças foram costuradas e customizadas por ela mesma.

 Bettie Page para Irving Klaw.

A fotógrafa Buck Henry, que teve a oportunidade de trabalhar com Bettie Page, disse no livro Betty Page Confidential algumas coisas a respeito do comportamento de Bettie no momento em que ela participava dos ensaios:

"Eu não estava acostumada a esperar por uma modelo porque como modelo, sempre me disseram que deveria chegar ao trabalho pronta para fotografar e não fazer nenhuma maquiagem ou penteado quando chegasse lá. Além disso, as modelos que usei eram iniciantes e nunca tive que esperar por elas porque era eu quem tinha que fazer o cabelo e a maquiagem. Mas por Betty sempre valeu a pena esperar, não importa quanto tempo levasse.
  

Ela veio na ponta dos pés para a área de filmagem completamente nua e pronta para receber instruções. Ela ficou na ponta dos pés porque suas pernas pareciam melhores do que caminhando… e tinha mais. Ela não queria que ninguém a visse andando como
pessoas normais com calcanhar e dedo do pé no chão ao mesmo tempo. Ela instintivamente sabia que andar na ponta dos pés dava a impressão de estar usando saltos muito altos, mesmo quando ela estava sem sapatos.  

Você simplesmente não conseguia pegar Betty com má aparência. Tirei mais de 1.000 fotos de Betty e acho que ela só piscou e fechou os olhos em uma foto. Ela estava sempre pronta para a câmera". 
 

A Parceria com Bunny Yeager 

Bunny Yeager, uma ex-modelo pin-up decidiu nos anos 50 que queria experimentar a fotografia por trás das câmeras. Ela gostou de Bettie Page e as duas travaram uma parceria de sucesso. Com Yeager, Bettie Page fez alguns dos seus mais famosos ensaios, dois deles precisam ser mencionados. O primeiro, em 1954, com Page vestindo um vestido de estampa de leopardo e posando no meio de dois guepardos em um parque de vida selvagem, na Flórida. O segundo ensaio, também de 54, era com temática de Natal que mostrava Page completamente nua, com um gorrinho, piscando os olhos enquanto enfeitava uma árvore. Essa foto foi comparada pela revista Playboy e estampou as páginas centrais em janeiro de 1955.

 Em ensaio para Bunny Yeager, 1954.

O trabalho com Yeager fez de Bettie Page nacionalmente conhecida. Page nessa altura já era famosa na cena underground de Nova Iorque, contudo, os muitos trabalhos de cunho fetichista estavam apenas disponíveis nas revistas adultas masculinas. Com o olhar de Bunny Yeager, Bettie Page apareceu fresca e bastante descontraída. As fotos da Era Yeager foram melhor aceitas pelo público comum do que as da era Irving Klaw. 

Ensaio para Bunny Yeager, 1954.
 
 
A Perseguição ao Fetichismo 

O clima de conspiração do pós-guerra deu margem para o fortalecimento de grupos conservadores nos EUA. Esses grupos passaram a perseguir artistas e figuras públicas que supostamente eram responsáveis por divulgar a "imoralidade" e os "maus costumes". 

 Senador democrata Estes Kefauver.

Um dos políticos que decidiu travar uma luta contra a prostituição e pornografia foi o senador do Tennessee, Estes Kefauver, do partido democrata. Estes criou um conselho de investigação e acabou por chegar no nome de Irving Klaw. Os trabalhos de Klaw foram queimados e proibidos de circularem, e todos que trabalharam nos ensaios foram chamados para uma conversa. Uma das pessoas que precisou prestar esclarecimentos foi Bettie Page. A modelo nunca participou de um julgamento ou algo formal, todavia, teria recebido um belo de um sermão do conselho.

 Bettie Page em foto colorida. 

Após o episódio, Bettie Page desapareceu misteriosamente e sua vida se tornou uma incógnita, até que a biografia Bettie Page: The Lost Years, lançada em 2018, conseguiu responder várias das dúvidas sobre a vida da Rainha das Pin-ups, afinal de contas, as cartas escritas pela própria Bettie Page e enviadas à Irmã Goldie e família, entre 1940 e 1990 se tornaram públicas. 

A vida de Page foi contada no filme de 2005 The Notorious Bettie Page e no documentário de 2012, Bettie Page Reveals All. 

No vídeo acima, veja mais detalhes e curiosidades sobre a vida dessa importante personalidade dos anos 50. 

Fontes consultadas:

Bettie Page: The Lost Years, 2019 - Tori Rodriguez.

Betty Page Confidential, 1994 - Stan Corwin, Buck Henry e Bunny Yeager.

The Real Bettie Page, 2005 - Richard Foster.

Texto escrito por Gabriela Lira. Caso use o texto como referência, por favor dê os créditos ao blog. Plágio é crime e está sujeito à pena!

Quer que eu escreva pra você? Entre em contato através do Instagram @blondevennus. 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.