Os Estilos da Moda Pin-Up

janeiro 30, 2022
De 15 anos pra cá, o estilo pin-up tem se tornado cada dia mais comum no Brasil. Obviamente, a popularidade ainda não alcançou os níveis de Estados Unidos ou Europa, mas estamos caminhando consideravelmente nesse sentido. Parte do interesse por pin-ups parte da conexão através das redes sociais. Meninas e mulheres que até então sentiam-se solitárias nessa subcultura, conheceram outras garotas com gostos em comuns e passaram a trocar figurinhas e experiências. 


Mas Afinal, o que é uma pin-up?

Erroneamente alguns veículos e pessoas dizem que as pin-ups nasceram na década de 1940. Essa afirmação não é verdadeira, pois já nos anos 30 exitiam pin-ups. Um exemplo disso são as Petty Girls, garotas ilustradas por George Petty, um dos ilustradores mais importantes do segmento pin-up.

Historicamente falando, as pin-ups nasceram na década de 30, (embora suas raízes remontem ao século 19) e foram ilustrações femininas com finalidade de publicidade. Uma outra característica importante era a sensualidade muito notável em sua representação. 



O termo pin-up, no entanto, tem o registro mais antigo na década de 1940, época que inegavelmente foi o apogeu delas. 

É importante lembrar que pin-up não era um lifestyle. As garotas representadas eram modelos ou atrizes que ganhavam por isso. Não existia um código de vestimenta ou hobbies específicos, assim como existe hoje.



 Pin-up Cheesecake

Também chamada de pin-up clássica. Esse estilo se baseia sobretudo no trabalho do ilustrador estadunidense Gil Elvgren, o mais celebrado do segmento.

O nome se deu a partir do ditado em inglês, "Better than cheesecake", em tradução, "Melhor que um cheesecake". 

Pin-ups do estilo cheesecake. Reprodução.

As pin-ups dessa vertente usam bastante vestido rodados com meia-calça e cinta-liga, estampas românticas e acessórios delicados. 


Pin-up Retrô Glam ou Old Hollywood

Um estilo mais sofisticado. As principais referências são atrizes do cinema antigo. 

Exemplos de pin-us old hollywood. Reprodução.

Adeptas do estilo usam e abusam de vestidos justos, acessórios brilhantes, e a cartela de cores costuma ser mais fechada, com predominância de preto, vermelho, azul marinho e verde. 


Pin-up Western

Aqui no Brasil não é tão comum como nos Estados Unidos. As seguidoras do estilo western são grandes fãs da música country e de filmes de Faroeste. 

Exemplos de pin-us Western. Reprodução.

No guarda-roupa de uma pin-up Western não pode faltar botas, cintos com fivelas, chapéu cowgirl e camisas bordadas. 



Pin-up Rockabilly

Um dos estilos mais famosos de pin-up. A estética rockabilly tem grande influência do rock and roll dos anos 50. As peças coringas são calça jeans, jaqueta de couro, salto alto e bandanas. A maquiagem com delineado gatinho não costuma faltar. 

Exemplos de pin-us Rockabilly. Reprodução.


Pin-up Retro Bad Girl

A influência dessa vertente está na moda de garotas subversivas dos fins de 1940 e início de 1950. Um grande exemplo de adepta da estética bad girl é a estilista Micheline Pitt, dona da marca Vixen By Micheline. 

Pin-ups do estilo Bad Girl. Reprodução.

A composição visual de uma Bad Girl conta com vestidos e saias que marquem o corpo, blusas decotadas, animal print e argolas grossas. 



Tiki Pin-up 

Também conhecida por ser a pin-up tropical. A estética é muito bem recebida aqui no Brasil. Uma Tiki Pin-up usa vestidos com estampas florais, cores vibrantes, pulseiras e acessórios de madeira e penteados enfeitados com arranjos de flores. 

Pin-ups do estilo Tiki. Reprodução.


Dark Pinup 

Fãs de filmes de terror e horror criaram sua própria versão pin-up. A Dark Pinup se inspira em filmes de terror antigos e em bandas e artistas de gothabilly. Na composição: predominância de roupas pretas, botas, acessórios em couro e que remetam ao Halloween.

Pin-ups do estilo horror. Reprodução. 

Estilos temáticos

Além desses citados, há também as pin-ups temáticas, costumeiramente representadas em ensaios ou fotos específicas. São elas:

• Pin-up militar;
• Pin-up marinheira;
• Pin-up burlesca.

Texto escrito por Gabriela Lira. Caso use o texto como referência, por favor dê os créditos ao blog. Plágio é crime e está sujeito à pena!

Quer que eu escreva pra você? Entre em contato através do Instagram @blondevennus. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.