História da Maquiagem: Como escolher seu batom? Dicas de 1950

setembro 04, 2019
Lendo uma edição do Jornal das Moças, me deparei com um guia sobre como usar batons na década de 1950 e achei muito interessante, por isso gostaria de compartilhar com vocês a transcrição da matéria. Ao final estão os dados da edição, caso vocês queiram ler podem consultar a Hemeroteca Digital.  Segue as dicas: 

Procure sempre escolher um batom cuja tonalidade harmonize perfeitamente com o seu tipo e os seus trajes, pois isto é, sem dúvida, uma arte difícil que toda mulher elegante deve esforçar-se por aprender:


Beleza em 1950
Foto: Reprodução.

Entretanto, para isso, é necessário possuir em seu "boudoir" uma série de batons de várias tonalidades, pois com as cores mais fortes de seus vestidos, tal como o vermelho maçã, o verde musgo ou o azul forte, é preciso usar um batom claro, como o dália. 


Com as cores suaves, como o rosa, o azul pastel e verde pistache, prefira usar um batom vermelho rubi. 

Maquiagem de 1950
Foto: Reprodução.

Tecidos sem tonalidade definida, como o prateado, o cinza e o bege, pedem um batom suave puxando para rosa ou coral. Quando aplicar o batom, tenha sempre muito cuidado, a fim de que o mesmo não se espalhe, prejudicando assim o contorno da sua boca. 

Foto: Reprodução.

Se os seus lábios ferem polpudos, passe o batom nos cantos e concentre o colorido no centro. Caso, você tenha lábios finos, aplique um batom escuro sobre o lábio superior e um tom mais claro no inferior. 


História do batom
Foto: Reprodução.

E sempre que tirar a maquiagem, não se esqueça de remover primeiramente o batom com um creme de limpeza especial, não deixando o menor vestígio de pintura sobre os lábios, a fim de evitar que fiquem ressequidos e rachados.

Batom década de 50
Foto: Reprodução.

Fonte:
O Jornal das Moças, edição 1932, Julho de 1950 - Página 4.

Me siga no Instagram: @blondevennus 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.